Hotel Villa São Romão: ótimo custo-benefício

Mal janeiro (2016) começou, meu marido e eu já estávamos passando 3 diárias no Hotel Villa São Romão em Lumiar. Foi a nossa primeira vez e a-do-ra-mos! Descobri a pousada através de fotos de uma amiga no Facebook. Achei o lugar lindo e pedi a opinião dela, que super indicou.

A pousada fica entre Nova Friburgo e Casimiro de Abreu. Sugiro que vá por Casimiro de Abreu, pois a estrada por Nova Friburgo é muito (eu disse MUITO) sinuosa. Acaba sendo uma estrada mais perigosa, além de causar enjoo para quem tem tendência a passar mal em viagem de carro. Quem me alertou foi a minha amiga que se arrependeu amargamente de ter ido por Nova Friburgo (ficou super enjoada, tadinha). Eu só pude constatar isso na nossa segunda vez na pousada, quando decidimos ir a uma festa agostina em Lumiar. (Para ler sobre esta segunda viagem, é só clicar AQUI! O post está em meu blog Histórias Infantis Abobrinha Studios)

LagoVilla São Romão possui apenas 6 chalés (mas parede que estão construindo mais 2 chalés). A propriedade é enorme, há um lindo lago onde você pode passear de caiaque e pedalinho. Há várias piscinas naturais, além de duas trilhas dentro da área do hotel: a primeira, você pode andar tranquilamente  por quase 1 km margeando o rio Macaé. A segunda, é uma trilha mais pesada com 5 horas de duração. Um guia é necessário e paga-se uma taxa de R$100 o casal (se não me engano). A pousada possui, ainda, um salão de jogos, sauna integrada à piscina, além de ser pensão completa com café da manhã, almoço e jantar. As refeições são muito saborosas, com um gostinho de comida caseira sofisticada. Há sempre 2 opções de pratos principais e 2 tipos de sobremesa.

Orquidea

Apesar de termos visto apenas casais, o hotel aceita crianças. É o tipo de pousada em que você vai para descansar e desfrutar da natureza que ela oferece. Aliás, o paisagismo é lindo! Várias orquídeas espalhadas pelo jardim! Nem fotografei muito, né?!  ;-)

Farei um post só com as fotografias das flores!!!❤

Adorei, também, a decoração da pousada. Os chalés são super confortáveis. Nos chalés do jardim (onde fiquei), você dorme ao som do rio que passa por trás do chalé. Você pode, inclusive, curtir esta trilha sonora natural balançando na rede que fica na varanda do chalé!

Aproveite e veja o vídeo que fiz mostrando o chalé e o lago!

Quando fomos, os dias estavam chuvosos, mas isso não atrapalhou nossa estada! Se tiver que escolher entre dias chuvosos na montanha ou na praia, é lógico que fico com a primeira opção! :-) Você encontra aqueles guarda-chuvões em vários cantos da pousada.

Lago-guarda-chuva

Então, se você gosta de descansar em meio à natureza, gosta de piscinas naturais com águas gélidas kkk, comida gostosa, conforto e decoração de bom gosto, eu te recomendo o Villa São Romão, pois você terá tudo isso e o custo-benefício é muito bom!

Veja, também, o slide com as fotografias que fiz de lá!:-)

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leia sobre a minha segunda viagem! Clique AQUI! O post está em meu blog Histórias Infantis Abobrinha Studios

Categorias: Passeios, Viagens | Tags: , , , , , | Deixe um comentário

Arraial D’Ajuda 2016

Entre os dias 2 e 7 de março de 2016, estivemos em Arraial D’Ajuda, sul da Bahia. Decidimos fazer esta viagem meio em cima da hora porque só tínhamos esta data. Sendo assim, minha querida amiga e agente de viagem Raquel Saldunbides do RCS Viagens (site: www.rcsviagens.com.br) nos conseguiu o aéreo + hospedagem com ótimo custo/benefício, afinal, estávamos afim de economizar nesta viagem.:-) Obs.: Super recomendo o trabalho da Raquel! Eu havia pesquisado por conta própria primeiro, mas ela conseguiu um preço melhor! Ela é super atenciosa e paciente com os seus pedidos! Pode ter certeza!!!

Ficamos hospedados na Pousada do Roballo. Ótimo custo/benefício, pois tem um bom preço para a estrutura que oferece! Ótima localização, pois fica na Rua Mucugê, a mais badalada do momento em Arraial, onde ficam os restaurantes e lojinhas (lembra um pouco a rua das Pedras em Búzios, RJ e a Av. dos Golfinhos em Pipa, RN). O ponto da pousada é estratégico: pertinho dos restaurantes e lojas, mas “afastada” do barulho; e é só descer a ladeira para estar na praia do Mucugê. Eu, particularmente, não gostei muito da praia do Mucugê. Como alugamos carro, preferi a praia de Pitinga. Mas, para quem estiver a pé, é só descer a ladeira! O chato é ter que subi-la depois de um dia de praia!😉

O restaurante que mais gostamos e que repetimos várias vezes é o Manguti. Fomos por indicação da Pousada para provar um dos pratos mais famosos do lugar: Nhoque com filé ao molho madeira – só de lembrar já fico com água na boca! Se tornou um dos meus pratos prediletos e olha que nem sou fã de nhoque!!!! Para sobremesa um sorvetinho básico da sorveteria italiana Coelhinho. Não tem como não achar, pois ela fica numa esquina da rua Mucugê e tem um Coelho andando de bicicleta na fachada! kkk Fomos também no Café da Santa que fica na praça da Igreja de Arraial. Lugar bem agradável! Eu comi um omelete e meu marido um sanduíche com cappuccino. Tudo muito gostoso.

Fomos às praias de Pitinga e Taípe. Fizemos um bate-volta à praia do Espelho. A praia de Pitinga é bem bonita, com falésias e uma lagoinha. É uma delícia cair no mar e depois nesta lagoinha, apesar de ficar meio cheia de gente! kkk A área das barracas está meio feia, pois a maré cheia está invadindo o espaço das barracas e destruindo o que construíram ali. Ficamos na barraca Faria (nada de marcante para comentar sobre o lugar). A praia de Taípe também é bem bonita e possui uma lagoinha assim como Pitinga, mas menos populosa no dia que fomos! kkk Por isso, gostamos mais!😉 Já o bate-volta à praia do Espelho foi meio frustante, pois é bem longe e não tão fácil de achar! Tenha certeza de as condições climáticas e da maré estejam favoráveis para o passeio valer a pena!!! No nosso caso, o dia estava meio nublado e a maré não estava baixa, estávamos na época da lua minguante. Eu já sabia que as condições não eram favoráveis, mas era o que tínhamos para esta viagem! Mesmo tentando conter minha frustração, foi difícil, pois eu queria ver a praia do Espelho que consta nas fotos… e não foi o que vi!😦 Quando a maré NÃO ESTÁ BAIXA, a praia fica completamente diferente do cartão postal de Trancoso! Fica como “uma praia qualquer”. Então não vale a pena o investimento de tempo para vê-la assim. Sem contar que o preço da comida e bebidas é BEEEM caro!!! Na volta, demos uma passadinha no Quadrado de Trancoso. É bem bonitinho, mas preferi Arraial.

Resumindo: Há muito tempo queríamos conhecer o sul da Bahia. As praias são bem bonitas, mas não sei explicar o porquê delas não terem nos conquistado. Deixando claro que esta é uma opinião super pessoal e que você pode discordar dela completamente!!!!

Mesmo assim, viajar é sempre bom D+!!!

Categorias: Viagens | 3 Comentários

E o Turismo em Boa Vista, Roraima? (Post 2/2)

Turisticamente falando, Boa Vista acaba sendo um ponto de apoio para os aventureiros que vão para o Monte Roraima. Foi uma pena não conhecer o Monte Roraima estando tão “perto” dele, mas fazer uma trilha de 6 dias para se chegar até lá não é a minha praia.😉

Infelizmente, o estado não está preparado para o turismo. O que é uma pena, pois acredito que tem um super potencial para turismo ecológico. Praticamente não há informações à respeito.

Quase conheci a Serra do Tepequém que fica a 210km da capital (mal comparando com o o Rio de Janeiro, seria a região serrana deles) e possui várias cachoeiras. Porém, foi uma época em que meu marido trabalhava até no fins de semana, impossibilitando nossos passeios. Outro lugar que ouvi dizer que é muito bonito e com cachoeiras é o Uiramutã, mas muito longe e sem infra estrutura.

A capital, em si, possui monumentos e praças como pontos turísticos. A cidade de Boa Vista possui suas “praias” de rio na época da vazante do Rio Branco. Quando chegamos na cidade, era época da cheia e, quando fomos embora na época da vazante, já dava para ver os bancos de areia que formam as praias. Não experimentei suas praias de rio, mas fiz o passeio de barco pelo rio Branco para ver o pôr-do-sol. Passeio super agradável!

No bairro que morei em 2013 (Caçari), havia um parque bem legal chamado Bosque dos Papagaios, lugar onde animais maltratados por contrabando de animais, recebiam tratamento e repouso.

Para ler o outro post sobre Boa Vista, Roraima clique AQUI!

Categorias: Viagens | Tags: , , , , | Deixe um comentário

La Cabrera no Barra Shopping

Agora, o Barra Shopping no Rio de Janeiro tem a primeira filial do La Cabrera no Brasil! É uma ótima forma de matar as saudades para quem é fã do famoso restaurante de Buenos Aires! Eu fui e amei!!!! Meu marido e eu achamos a comida tão deliciosa quanto ao original portenho, La Cabrera Express em Villa Crespo. Fomos de provoleta para começarmos bem! A carne com batatas rústicas estava divina, mas eu esqueci qual foi o corte que pedimos. Como era aniversário do meu marido, perguntamos o que tinha de especial para o aniversariante… e eis que ganhamos uma sobremesa maravilhosa!!! Os pratos custam em média R$80,00. A decoração do restaurante é linda!

Categorias: Comida | Tags: , , , | Deixe um comentário

4 Meses em Boa Vista, Roraima (Post 1/2)

Para quem não sabe, morei durante 4 meses em Boa Vista, Roraima, devido ao trabalho de meu marido. Fomos para lá pensando que ficaríamos até mais tempo, porém, cheguei no final de julho e parti no final de novembro de 2013.

À princípio, fiquei apreensiva, pois nunca havia imaginado morar em outro lugar que não fosse minha querida Niterói. Chegando lá, foi bem melhor do que imaginava. Aliás, o preconceito que carregamos, sem nem perceber, é terrível.

Boa Vista é a capital de Roraima, o estado menos populoso do Brasil. O estado inteiro tem praticamente o mesmo número de habitantes que Niterói! Boa Vista é a única capital do país a estar no hemisfério norte – para você ver como está longe! É mais fácil e rápido ir do Rio para a Argentina do que para Boa Vista! Apesar de ser uma capital planejada, Boa Vista tem características de cidade de interior. Isso é ruim? Depende do seu gosto. Se você quer fugir do trânsito infernal e da violência das grandes cidades, Boa Vista é uma boa opção, pois lá o trânsito é praticamente inexistente e a violência não se compara a das cidades grandes. Então, ainda é tranquilo para se criar filhos, por exemplo. Via pais e filhos nas pracinhas até tarde da noite! A cidade ainda não tem shopping e isso foi inusitado para nós… até meu marido que não gosta de shopping ficou com saudade, risos! Daí nossa mente preconceituosa pensa: então não tem lojas boas? Lógico que tem, mas não estão concentradas num shopping, estão espalhadas pela cidade. ATUALIZANDO: Hoje (2015), Boa Vista já possui 2 shoppings: Pátio Roraima Shopping e Roraima Garden Shopping.

Infelizmente, achei a oferta cultural escassa. Senti muita falta de ir ao teatro, por exemplo. Há um cinema na cidade com 9 salas, o Cine Super K. As salas não devem em nada no quesito conforto e tecnologia. A decoração é que é engraçada, pois é como se estivéssemos na casa dos Flintstones. Ah,  e todas as sessões são dubladas. Isso me matou!😦 Mesmo assim, íamos praticamente toda semana, pois não tínhamos opções de lazer para nosso gosto.

O que mais fazíamos era comer, risos!😉 E lá, come-se muito bem. Aliás, é mais barato comer fora do que fazer compras no supermercado! Uma prática muito comum na cidade é ir até Santa Elena de Uiarén (cidade venezuelana fronteiriça à 2 horas e meia de Boa Vista) para fazer compras, já que os produtos são muito mais baratos que em Boa Vista. ATUALIZANDO: Não sei se a realidade já mudou, mas logo depois que saí de Boa Vista, não estava mais valendo a pena fazer este tipo de compra em Santa Elena, pois o limite para passar pela alfândega estava muito baixo.

Dentre os restaurantes que frequentávamos, o Oscar (R. Major Carlos Mardel, 661 – Trinta E Um Marco Boa VistaRR) era o que tinha melhor custo benefício, pois um tambaqui (peixe de rio delicioso) dava para 4 pessoas e saía super barato para o casal.

A famosa costela de tambaqui do Oscar. Hum... só de lembrar já dá água na boca!

A famosa costela de tambaqui do Oscar. Hum… só de lembrar já dá água na boca!

O Navalho (restaurante português) tinha um filé à parmegiana maravilhoso e música ao vivo de ótima qualidade.

Música ao vivo de ótima qualidade e um bife à parmegiana divino!

Música ao vivo de ótima qualidade e um bife à parmegiana divino!

O Cajueiro era um point legal para a galera se reunir à noite. O Recanto da Peixada tinha o peixe à delícia (Dourado ou tambaqui com creme de leite e queijo) que faz jus ao nome!

Peixe à Delícia no Recanto da Peixada

Peixe à Delícia no Recanto da Peixada

Vivíamos, também, na pizzaria e creperia Vila Takuara. Comíamos um pastel muito bom e barato no Chefão Sanduicheria e Pastelaria . O almoço self-service de cada dia era, geralmente, no Trigo’s Gourmet. Para um lanche de fim de tarde durante a semana ou café da manhã no final de semana, a Tapiocaria Cangaço era uma ótima opção!

Ótima opção de café da manhã ou lanche do fim de tarde.

Ótima opção de café da manhã ou lanche do fim de tarde.

Música boa e ótimos petiscos na Água Doce Cachaçaria que vivia sempre lotada! A gelateria Dois 90 e o Brownie.com eram os lugares da perdição calórica!

Que tentação!!!!

Que tentação!!!!

No próximo post, falaremos sobre o turismo em Roraima.:-)

Categorias: Cinema, Comida, Viagens | Tags: , , , , , , | 5 Comentários

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.042 outros seguidores