Cruzeiro: é a melhor opção para você?

Quando criança, tinha a imagem de que cruzeiro era somente para pessoas riquíssimas e que, portanto, jamais faria um. Como tudo na vida muda, esta imagem também mudou, até porque os cruzeiros estão cada vez mais viáveis para pessoas comuns, desde que haja planejamento e uns parcelamentosinhos básicos no cartão de crédito. clip_image002[6]

Mesmo assim, meu marido e eu nunca havíamos planejado fazer um cruzeiro, até que a possibilidade veio a calhar em janeiro de 2010. Na verdade, queríamos viajar para Maceió, mas como meu marido estava estudando para concurso e ficou apreensivo da data da prova coincidir com a da viagem, demoramos muito para fechar o pacote (sim, nesta época só fazíamos viagens por pacote, agora a história mudou!) e este ficou caro demais para nosso bolso. Foi aí que o cruzeiro entrou como uma alternativa mais em conta e ainda nos deu a possibilidade de passar por Maceió, pois a primeira parada era em Salvador, depois em Maceió e na volta parava em Ilhéus, sendo, então, um cruzeiro de sete dias.

A pergunta do título do post reflete muito a nossa sensação ao fazer o cruzeiro, porque ao final dele, meu marido e eu concluímos que não é o “nosso” estilo de viagem. Deixando claro que gostamos muito da experiência, mas que não a repetiríamos, a não ser que fosse com um grupo de amigos. Explicarei melhor.

Fizemos o nosso “cruise” no MSC Lirica e quando embarcamos ficamos maravilhados com o tamanho e o luxo. Muito legal! Infelizmente, não tenho muitas fotos dignas de post. clip_image004[4]

MSC Lirica

Deck com piscina, pista para jogging e mini golf.

A nossa cabine tinha uma janela para o mar. Era uma delícia poder contemplá-lo a hora que quisesse. Acordar e ser o mar sua primeira visão…muito bom!!!!

DSC03457

Janela de “nossa” cabine.

Toda manhã, você recebe um jornalzinho informativo das atividades que acontecerão naquele dia. Há muitas atividades para todos os gostos. Fizemos uma aula de italiano muito legal, apesar de não me lembrar de mais nada! clip_image002[4]

A equipe de recreação trabalha muito para entreter a todos. Há muita pagação de mico na área da piscina (que não é nosso tipo de diversão. Mas se você está com um grupo de amigos, acaba sendo divertido.). Há piscina e jacuzzi, mas devo dizer que só entrei na piscina uma única vez, pois a água é fria e estando em alto mar, venta o tempo inteiro, não sendo esta combinação de água fria e vento algo interessante para uma pessoa friorenta como eu. Além disso, era tanta gente disputando o espaço da piscina, que meu marido carinhosamente a apelidou de “piscinão de Ramos”. Ah, a jacuzzi tinha fila para entrar. Ninguém merece! Aproveitamos muito o mini golf, pois vivia vazio! clip_image004

Minha experiência no cassino foi rápida: somente para matar a vontade de jogar no caça-níquel, que é realmente viciante! Joguei $5.00 e ganhei $10.00! Uhu! Risos! Ou você acha mesmo que eu ia gastar meu rico dinheirinho com isso?! clip_image006Lembrando que tudo no navio é pago em dólar e que, geralmente nos últimos dias de viagem, as lojinhas fazem promoções. Então, fique de olho!

O jantar é dividido em dois turnos. Ou você janta e vai ao teatro ou vice-versa. Nós jantamos no primeiro turno e dividimos a mesa com uma família de seis pessoas (mesa para oito pessoas). Geralmente, o navio tenta juntar pessoas de uma mesma região para ser mais fácil de terem coisas em comum. Para nossa sorte, a família era muito simpática e realmente tínhamos um tópico em comum: viagens! Toda noite tinha uma atração diferente no teatro: ora dança, ora mágica e contorcionismo, ora música. Devo dizer que as contorcionistas da Mongólia eram impressionantes e que os cantores tinham vozes lindas. Porém, os números de dança e mágica eram meio “toscos” para o meu gosto (ou será que sou muito exigente?).

DSC03540

Contorcionistas da Mongólia. Muito legal esta apresentação.

teatro msc

Grupo de recreadores fantasiados, apresentação de mágica e equilibristas e música.

  O navio tem boate e bares com ambientes muito bonitos. Pensei que fosse dançar todas as noites, mas como éramos somente meu marido e eu, ficávamos com preguiça e íamos dormir cedo. Se estivéssemos com um grupo de amigos, isso não teria acontecido, pois um coloca pilha no outro, né?! clip_image002

Para quem gosta de se exercitar, (que não é o meu caso!) há uma pista para jogging e uma sala de ginástica com as esteiras e bicicletas voltadas para o mar… bem inspirador!

O quesito comida deixou a desejar… Lógico que você não fica com fome e pode se empanturrar o dia inteiro, pois a comida é liberada (a bebida não), porém não é saborosa como imaginei.

Para famílias com crianças, há um espaço recreativo só para elas, há piscina infantil e há, também, recreadores por faixa etária. Portanto, os pais podem deixar seus filhos por um tempo com os recreadores para ir ao teatro, por exemplo. Lembro-me de ter visto um bando de crianças correndo pelos corredores, pois estavam fazendo uma caça ao tesouro. Pareceu divertido! Os adolescentes também têm vez, já que a boate tem um horário mais cedo só para eles.

A contemplação do mar e do pôr-do-sol e os passeios quando o navio aportava foram as atividades que mais aproveitamos no navio. Aliás, se você quiser aproveitar os passeios ao máximo, planeje antes, saiba exatamente o que quer conhecer naquele lugar, pois o navio só fica aportado por umas seis ou oito horas. Dê preferência a lugares próximos ao porto para que não perca muito tempo com deslocamento. Lembre-se de que o navio não espera por ninguém.

Provavelmente, se alguém que gosta de fazer cruzeiro ler este post vai achar que sou maluca de dar uma opinião destas. Que fique claro que a experiência foi válida e divertida, mas que não faz o “meu” estilo de viagem. A minha sogra, por exemplo, ama fazer cruzeiro com as amigas. Há várias comunidades de pessoas que amam este tipo de viagem. Então, se você gosta de aproveitar o luxo, ter tudo a seu alcance e fazer passeios curtos, creio que você aproveitará muito em cruzeiro. Porém, se você gosta mesmo é de conhecer lugares, (como meu marido e eu) é provável que fique mais feliz em terra, nos passeios, do que no cruzeiro propriamente dito.

Nos próximos posts, falarei sobre os passeios feitos neste cruzeiro: Maceió, Salvador e Ilhéus.

Anúncios
Categorias: Viagens | Tags: , | 4 Comentários

Navegação de Posts

4 opiniões sobre “Cruzeiro: é a melhor opção para você?

  1. Cruzeiros são uma forma de viagem meio controversa mesmo… Eu já fiz quatro – dois eu classifico como mais ou menos, um eu gostei e outro eu amei. Os dois mais ou menos foram MSC aqui no Brasil (mini cruzeiros de 3 noites pelo litoral carioca/paulista) – não gostei do “excesso de animação”, dos horários fixos para o jantar, e muito menos daquela chatice de compartilhar sempre a mesma mesa no mesmo restaurante com as mesmíssimas pessoas… Mas os outros dois me fizeram perceber que eu gosto de navegar, e que eles podem ser ótimas opções, dependendo do roteiro – e por isso eu sigo planejando cruzeiros… Esses dois foram fora do Brasil, pela NCL, um na Patagônia em fevereiro de 2010 (esse é o super campeão – foram 15 dias absolutamente sensacionais!) e o outro no Havaí, em fevereiro de 2011, quase fechando a minha volta ao mundo. O único que eu postei no I&V foi o da Patagônia, que está aqui: http://www.idasevindas.com.br/2010/12/16/cruzeiro-a-patagonia-com-esticada-a-santiago-mendoza-e-buenos-aires-indice-da-viagem/ O próximo quero que seja no Alasca!!! 😉

    • Oi, Carla! O seu post sobre o cruzeiro na Patagônia eu já tinha lido e é bem legal, por sinal. Se eu fizer outro cruzeiro será neste estilo. Quem sabe Galápagos? Oh, sonho! 😉 Obrigada pelo seu comentário.

  2. Pois é, eu acho que esses são os cruzeiros bacanas de verdade – Galápagos, Patagônia, Alasca… O público-alvo é outro, e isso conta muito. Esqueci até de computar o cruzeiro que fiz na Baía de Halong, no Vietnã – 2 noites absolutamente especiais em um pequeno navio de luxo para apenas 40 passageiros! E que essa “atrasilda” aqui ainda nem sabe quando vai poder postar… 😉

  3. Olá Carla. Eu também tenho um Blog de Viagem e faço parte do RBBV. Fiz um post sobre uma viagem que fiz no Lirica em janeiro desse ano. Achei interessante que fizemos o mesmo navio, porém eu tive opiniões bem diferentes. Interessante isso né..rs Eu e minha namorada gostamos bastante… Foi legal ter lido seu relato… abs

Seu comentário é bem vindo! : )

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: