Posts Marcados Com: Alagoas

Maceió: Vídeo (Post 6/6)

Os relatos sobre minha viagem à Maceió chegaram ao fim no post 5 da série. Mas como havia prometido, eis que publico um vídeo com pequenas filmagens da viagem.

Espero que gostem! 🙂

E aí? O que te chamou mais atenção? 😀

Se perdeu os outros posts, não tem problema! Você os acha AQUI!

Categorias: Viagens | Tags: , | Deixe um comentário

Maceió: Passeios e Praias – 3ª parte (Post 5/6)

Para fechar bem a terceira parte sobre passeios e praias, nada melhor do que falar sobre a praia  que é considerada uma das mais belas do Brasil.

Praia do Gunga:

Como era o nosso último dia em Maceió, acordamos cedo e fomos direto conferir se o Gunga é realmente tudo o que falam. A praia fica a 33 km ao sul de Maceió. Fácil de chegar, pois tem sinalização. A primeira coisa que fizemos foi subir no mirante (R$2,00) para ver o coqueiral que é uma fazenda de coco. Vista linda e impressionante! Chegamos por volta das 8h e a praia ainda estava vazia. Esta é a dica: chegar cedo para escolher o melhor lugar e curti-lo ainda vazio…faz uma enorme diferença! Ao chegar cedo, você também tem a oportunidade de aproveitar melhor o passeio de bugue ou quadricíclo para ver as falésias que ficam em uma praia deserta depois do Gunga. Super indico!!! Fizemos o passeio de quadricíclo (R$70,00 casal em 1 quadricíclo) e fomos os primeiros do dia a fotografar aquela beleza sem outras pessoas para “acabar” com a foto! Super divertido e emocionante ver aquela paisagem deslumbrante! Depois de fotografar bastante, o guia, meu marido e eu passamos por vários bugues que estavam indo para o lugar de onde estávamos voltando! Smiley de boca aberta É sempre bom alertar que, apesar desta praia deserta ser linda, não é legal ir sozinho por motivo de segurança.

A praia do Gunga tem toda uma estrutura de barracas com mesas, cadeiras, espreguiçadeiras e guarda-sois. Um sistema que achei interessante era o fato de cada mesa possuir uma bandeirinha. Se você quisesse falar com o garçon, não era necessário ficar gritando, era só hastear a bandeirinha e este era o sinal para o funcionário da barraca vir te atender. Gostei. Polegar para cima

Outra característica desta praia é que de um lado você toma banho de mar e do outro de rio. Muito legal! É uma delícia! Adorei esta praia!!! Recomendo a todos, principalmente, se for para chegar cedo!!!

IMG_4699_thumb4_thumb

Vista do mirante do Gunga: Fazenda de coco.

IMG_4709_thumb3_thumb

Linda e vazia às 8h da manhã.

IMG_4710_thumb4_thumb

Depois deste coqueiral, uma praia deserta!

IMG_4711_thumb4_thumb

Passeio de quadricíclo: indo em direção a praia deserta.

IMG_4737_thumb4_thumb

Passeio de quadricíclo: falésias.

IMG_4740_thumb3_thumb

Ao chegar cedo, você tem a possibilidade de fotografar assim: sem pessoas! : )

IMG_4751_thumb4_thumb

Lindo D+! Uma delícia mergulhar nestas águas frescas e doces do rio que deságua no mar.

IMG_4762_thumb4_thumb

Passeio de quadricíclo: praia linda e deserta.

MACEI-2012-006_thumb6_thumb

Praia do Gunga: o lado do rio.

MACEI-2012-014_thumb4_thumb

Rio na praia do Gunga.

MACEI-2012-015_thumb3_thumb

Primeiro plano: Rio na praia do Gunga.
Segundo plano: atrás do arrecife, o mar.

 

Dunas de Marapé:

Este foi o último passeio que fizemos. Depois de ter curtido bastante a praia do Gunga, convenci meu marido a dar uma esticadinha até Dunas de Marapé, por ficar a uns 20 km do Gunga. Foi fácil chegar, só seguimos as placas. Ao chegarmos lá, tínhamos que deixar o carro em um estacionamento e pegar uma balsa para atravessar para o complexo Dunas de Marapé. Se você for almoçar, o preço é R$40,00 por pessoa. Como já tínhamos almoçado, nos cobraram R$20,00 por pessoa. Achei caro, pois não queríamos usufruir do local, queríamos apenas atravessar para ver a praia. Como era nosso último dia de viagem, aceitei o preço. E eis que depois de atravessarmos na balsa, descobrimos que não precisávamos pagar nada daquilo. Era só ter andado um pouco mais com o carro e parar diretamente na praia. Fiquei furiosa!!! Me senti completamente enganada!!! Explodindo de raiva Afinal, eu havia avisado que não queria usar o serviço do complexo. Mas para pegar a grana fácil da “idiota” aqui, não avisaram que era só continuar o caminho. Portanto, #FICA A DICA: para conhecer a praia não é necessário atravassar em balsa nenhuma! Você faz isso se quiser ficar no complexo.

Se eu gostei de lá? Provalvelmente, minha opinião é muito parcial devido a raiva que senti por ter sido enganada. Já era final de tarde e paguei R$40,00 (o casal) para passar por dentro do complexo, ir até o mirante, tirar algumas fotos de lá, e dar um mergulho no mar e só! Fomos embora porque estava ameaçando a chover. Para famílias a estrutura pode até ser legal. Se arrependimento matasse!!! Ainda bem que a maior parte do dia foi no Gunga!

IMG_4775_thumb3_thumb

Vista do mirante do complexo Dunas de Marapé.

IMG_4776_thumb4_thumb

Vista do mirante do complexo Dunas de Marapé.

IMG_4769_thumb3_thumb

Habitante do lugar.

IMG_4771_thumb5_thumb

Ô bichinho feio!

Espero que tenham gostado das dicas e das fotos!

No próximo e último post desta série, você verá um pequeno vídeo com imagens que fiz desta viagem! Aguardem! Smiley piscando

Se você perdeu os outros posts da série, não tem problema. Você os acha AQUI!

Categorias: Viagens | Tags: , , , | 8 Comentários

Maceió: Passeios e Praias – 2ª parte (Post 4/6)

Olá, caro Leitor! Tudo bem?

Hoje, continuamos com a série de posts sobre Alagoas. Mais precisamente, com a Rota ecológica. As praias do Patacho, Toque, Porto de Rua e Marceneiro ficam ao norte de Maceió.

Já ouviu falar na Rota Ecológica? Não?! Bem, é porque ela não é divulgada nas revistas de viagem, por exemplo, e sim através do boca-a-boca das pessoas que já foram e fazem questão de indicar aos amigos. O Riq Freire é quem começou a espalhar a existência desta beleza em seu Viaje na Viagem. Foi lá que li e reli várias vezes sobre este lugar maravilhoso e decidi que, estando em Maceió, não poderia deixar de conhecer. A Rota Ecológica fica entre São Miguel dos Milagres e Japaratinga ao norte de Maceió.

Praia do Patacho:

Com um Prisma 1.4 alugado, partimos de Maceió e pegamos a estrada litorânea em direção ao norte do estado.  Quando chegar a Barra de Santo Antônio, terá que sair do litoral e rumar em direção a São Luís do Quitunde (interior) para depois passar por Passo de Camaragibe até chegar a Barra de Camaragibe. Aí, você já estará no litoral novamente. É só continuar pela estrada AL-101 e procurar a praia que deseja. Se você tiver um GPS vai te ajudar mais ainda. O nosso “voou” em vários trechos. Mas não precisa se preocupar, há placas pelo caminho e qualquer dúvida é só dar uma paradinha e perguntar: as pessoas são super solícitas para dar informação. Fizemos isso e ficamos impressionados com a simpatia dos alagoanos. Rodamos uns 120km até chegarmos a praia do Patacho (que tem placa com indicação do lado direito). Você entra em uma vilazinha e dá de cara com um coqueiral! É só seguir a trilha que dá na praia e pronto: VOCÊ CHEGOU AO PARAÍSO!!!

MACEIÓ 2012 099_thumb[3]

Trilha no coqueiral. Mais um pouco e você chega…

MACEIÓ 2012 102_thumb[5]

…ao PARAÍSO!!!

MACEIÓ 2012 103_thumb[12]

Lado esquerdo do paraíso! Assim que chegamos demos de cara com isso!!!

MACEIÓ 2012 110_thumb[3]

Praia do Patacho

MACEIÓ 2012 117_thumb[3]

Ô vidinha mais ou menos…

MACEIÓ 2012 230_thumb[6]

Suas águas calma e mornas. Areia fina e branca. Coqueiral. Quer mais o quê?!

Que Deus e os homens mantenham este lugar do jeito que é por muitos e muitos anos!!! É um pedaço do paraíso com toda a certeza. Fomos em janeiro, quando todas as praias ficam lotadas. E quando chegamos lá, não tinha ninguém! Dá para imaginar nossa felicidade?! Durante todo o tempo que estivemos lá, vimos no máximo umas dez pessoas: um grupo familiar e um casal ou outro que passava caminhado pela praia (provavelmente vindos da pousada Patacho que deveria ficar por ali em algum lugar!)

Para aproveitar como se deve, é legal levar água e comida,  já que não há estrutura alguma de barraca. Nós levamos uma bolsa térmica com nossos provimentos e passamos um dia maravilhoso!!! Só curtindo aquele mar de águas mornas, sem ondas e a areia branca e seu coqueiral!!! Vale dizer que a água é verde, mas não chega a ser cristalina devido a areia que, por ser tão fininha, se mistura ao mar. É daquele tipo que gruda mesmo no corpo, risos!

Curiosidades sobre a estrada:

É estreita, porém bonita e em bom estado. Adoramos ver as vilazinhas pelo meio do caminho. Sabe aquelas cenas de novela que se passa no interior quando há aquelas senhoras na porta de casa proseando e vendo a vida passar? Pois é, esta cena é real!

MACEIÓ 2012 135_thumb[3]

Paisagem agradável aos nossos olhos!

 As duas fotos seguintes não tem preço! Tem noção do que é passar de carro e ver uma pracinha no nordeste com as seguintes placas?! Smiley de boca aberta

IMG_4684_thumb[4]

Incrivelmente vazia…risos!

IMG_4685_thumb[3]

Quem se habilita? Brincadeirinha! ; )

 

Praia do Toque:

Na volta da praia do Patacho, vi uma placa indicando a pousada do Toque. Para quem não sabe, o Ricardo Freire do Viaje na Viagem vive falando dessa pousada. Como curiosidade mata, não resisti a conhecê-la. Chegando lá, pedimos permissão e um funcionário gentilmente nos mostrou rapidamente a propriedade, que é linda. Descobrimos que poderíamos fazer uma reserva no restaurante para o dia seguinte. Não pensamos nem meia vez, reservamos para o almoço às 13h. Isso queria dizer que iríamos chegar cedo para curtir a praia do Toque que fica em frente (a pousada é pé na areia). O dia estava lindo, porém não tirei fotos porque voltaríamos.  Esse foi o meu erro. Acordamos cedo e metemos o pé na estrada. Deixamos um lindo dia de sol em Maceió e, depois de rodarmos 120km, encontramos uma praia do Toque nublada. Ninguém merece! Chegamos por volta das 9h. Às 10:30h decidimos voltar para a capital, pois o tempo estava horroroso e indicando chuva. A água que é sempre morna, estava fria para os padrões de lá. Demos boas risadas pela lei de Murphy que me persegue, cancelamos a reserva e voltamos para Maceió que estava ensolarada! Mesmo assim fica a dica: A praia do Toque é linda e você pode aproveitar a praia sem ter os serviços da pousada. Se quiser usufruir do restaurante, é só fazer reserva. Smiley piscando

IMG_4689_thumb[4]

Praia do Toque e a chuva vindo em nossa direção.

IMG_4686_thumb[3]

Pousada do Toque = pé na areia.

 

Praias de Porto de Rua e Marceneiro:

Na volta da praia do Toque (quando a conhecemos), fomos parando em cada entrada de praia que víamos. Assim, descobrimos as praias de Porto de Rua e Marceneiro. Se reparar bem, são bem parecidas umas com as outras. Então, a dica é: se gostou da praia, instale-se nela e curta o dia inteiro…

MACEIÓ 2012 125_thumb[4]

Praia de Porto de Rua.

MACEIÓ 2012 126_thumb[6]

Porto de Rua.

MACEIÓ 2012 129_thumb[4]

Praia de Marceneiro.

 

E aí, achou que acabou? Que nada! O próximo falará sobre minhas impressões sobre a praia do Gunga. Já posso adiantar que eu amei! Aguardem!

Para ler os outros posts sobre Alagoas clique AQUI.

Se você gosta de praia, este post pode te interessar:

https://entreviagens.wordpress.com/2012/07/08/arraial-do-cabo-bate-volta/

Categorias: Viagens | Tags: , , , , , | 16 Comentários

Maceió: Passeios e Praias – 1ª parte (Post 3/6)

Chegou a hora mais esperada!!!! Que praias conhecer e que passeios fazer em Maceió?

Para mim, as praias são hors concurs em Alagoas. Digo o Estado porque tanto em Maceió quanto ao norte ou ao sul da capital, as praias são lindíssimas. Portanto, segue o relato das praias que visitei.

Pajuçara e Ponta Verde:

São as duas praias de Maceió mais movimentadas. A orla possui váriosclip_image002bares e clip_image004 restaurantes. Aos domingos, a rua junto à orla é fechada para que as famílias possam passear, andar de bicicleta, etc. É uma delícia caminhar sem compromisso de horário! Ponta Verde é mais residencial do que Pajuçara. Nesta, há o passeio às piscinas naturais. Falei sobre elas neste post). Há, também, as feirinhas de artesanato (para ler sobre clique AQUI). Estas praias têm a melhor localização para hospedagem.

clip_image005

clip_image006

clip_image007

Praia do Francês:

A 18km ao sul de Maceió, visitamos esta praia com o city tour que fizemos. Por estar próxima de Maceió, fica lotada, principalmente nos finais de semana e na alta temporada. Fui em uma quarta-feira em janeiro e estava muito cheia. É muito bonita, porém, como diz Riq Freire, as mesas e cadeiras de plástico estragam a paisagem. Como meu marido e eu preferimos praias mais calmas (quanto menos gente melhor), não curtimos esta praia, achamos as fotos aéreas mais bonitas do que o que vimos em terra firme. Deixando claro que este é o nosso gosto. Há muitas pessoas que amam esta praia! Se você gosta das estruturas de barracas com música, vai gostar da praia do Francês. Tem passeio de barco e, para os mais corajosos, (mas eu não indico porque parece que já ocorreu acidente) uma asa delta acoplada a um bote que sobrevoa a área.

clip_image008

clip_image009

clip_image010

Praia de Paripueira:

Fica a 33km ao norte de Maceió e é conhecida por suas piscinas naturais. Fomos com a empresa de receptivo que nos buscou no aeroporto (R$30,00 por pessoa). Lá chegando, ficamos no Restaurante Mar & Cia.  (que é ponto de apoio da CVC) e já compramos os passeios que queríamos fazer: as piscinas naturais e a praia de Carro Quebrado. Infelizmente, não me lembro dos valores pagos nos passeios para poder informar. clip_image014Mas o que eu realmente me lembro é que você tem que prestar atenção no horário se quiser fazer estes dois passeios no mesmo dia. Não dá tempo de almoçar!!! Antes de irmos para as piscinas naturais, meu marido conseguiu fazer um pedido no restaurante para que quando voltássemos do passeio pudéssemos comer uma porção de batata frita às pressas antes de imendarmos na outra atividade.

A praia de Paripueira em si não me chamou muita atenção. Não sei se foi à época que eu fui, mas tinha muitas algas no mar e na areia. Ao andar até o barco as algas se enrolavam nas minhas pernas, me dando certo nervoso. As piscinas naturais são legais, águas mornas e cristalinas. Se tiver muita gente junta, a visibilidade pode piorar, pois a tendência é de as pessoas fazerem muitos movimentos e levantarem areia. Lembrando que é sempre importante checar a tábua das marés para saber se a maré estará baixa no dia de sua visita. Caso contrário, nada de passeio. Se a lua clip_image016for cheia ou nova melhor ainda, grandes chances de se ter um bom passeio já que estas luas são propícias para o mar ter boa visibilidade. Hoje em dia, eu sempre pesquiso a tábua das marés antes de marcar a minha viagem se houver alguma programação relacionada a este fato.

clip_image018Situação para de lá de desagradável: Assim que chegamos a Paripueira, o guia nos alertou para não irmos à parte mais distante do ponto de apoio, que era uma área deserta de coqueiral, aliás, o trecho mais bonito, porém, “visado”. Duas meninas não “ouviram” o alerta e foram assaltadas. Portanto, atenção!

clip_image019

clip_image020

clip_image021

clip_image022

clip_image023

clip_image024

Praia de Carro Quebrado:

Assim que “engolimos” a batata frita, fomos esperar o ônibus que nos levaria a outra praia de onde partiria a lancha rápida para a Praia de Carro Quebrado. Pois é, esta lancha não sai de Paripueira. Na realidade, o ônibus clip_image026 é uma jardineira dirigida por um figuraça local chamado Coisado! Ele é uma mistura de motorista com comediante nordestino. O sucesso dele é tanto, que ele já faz parte como atração do passeio. Rimos muito! clip_image028Coisado tem até uma comunidade no Orkut. Devido ao agradável e engraçado “show” de Coisado enquanto dirige, não me lembro quantos minutos levamos de Paripueira até o outro ponto de partida, mas é bem longinho.

Pegamos a lancha e partimos para Carro Quebrado. Nunca havia andado em uma lancha rápida e me senti chique, Bem, risos! Ah, muito importante: proteja bastante sua clip_image030 máquina fotográfica, pois neste trajeto você molha até sua alma, risos!

Amei a praia!!! Lindíssima!!! Praticamente deserta, falésias coloridas e água morna!!! Tudo-de-bom!!! Não tem estrutura alguma, então leve sua garrafinha d’água e algum biscoitinho. Vale muito a pena!! clip_image032

clip_image033

clip_image034

clip_image035

clip_image036

clip_image037

Já visitaram alguma dessas praias? Qual a sua preferida?

Adorei todas, mas devo confessar que desta seleção a minha predileta é Carro Quebrado! clip_image039

No próximo post a continuação das belas praias de Alagoas…

NÃO PERCAM!!!

Se você não leu os primeiros posts sobre Maceió, é só clicar nos links abaixo:

Maceió em Linhas Gerais (2012)

Maceió: Compras e Restaurantes (2012)

Categorias: Viagens | Tags: , , , , , , , | 7 Comentários

Frase / Foto do Dia! : )

Adoro fotografar a natureza!!! Espero que gostem!

Ótima sexta-feira para todos!

Categorias: Frase do Dia | Tags: , , , , | 2 Comentários

Blog no WordPress.com.